Haicai, Verso e Prosa

Letras e Sentimentos

Livros à Venda

Antologia em prosa e verso
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Àgora da Ilha
Ano: 2003
Páginas: 158
I.S.B.N.: 7576
Tipo: impresso
Preço: R$10.00
Sinopse:
Primeira Antologia em Prosa e verso, coordenada por mim. Contém 30 páginas de textos de minha autoria. Formato 14 x 21cm., 158 páginas – tiragem de 1000 exemplares / ano 2003 – esgotada.
Capa: Véu das noivas – Cachoeira Grande – Rio do ouro-Distrito de Magé, RJ
 
Bússola da Vida
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Costelas Felias
Ano: 2012
Páginas: 116
Tipo: impresso
Preço: R$30.00
Sinopse:
Apresentação

Em, A Bússola da Vida, segundo volume da Coleção, Reflexos da Vida, apresentamos crônicas escritas nos últimos dez anos, publicadas em jornais, revistas, antologias e sites. Achamos por bem publicá-las em um livro impresso para tê-las guardadas na Biblioteca Nacional e em nossa biblioteca particular. Nesta primeira edição publicaremos 30 livros e poderemos publicar mais, de acordo com a demanda. Minha pretensão é imprimir todos os textos publicados, quer virtualmente, quer em jornais, revistas e antologias, somando ao todo 10 títulos individuais, que publicaremos ao longo do ano de 2013. São contos, crônicas, sonetos, poemas, poemetos e didáticos. O trabalho será intenso e terei de me dedicar inteiramente a isso para a concretização deste meu objetivo.
Ao final deste volume, você encontrará, Receitas Familiares com Sabor de Crônicas.

Praia do Anil, aos 0:50m. do dia 20 de novembro de 2012
Benedita Azevedo
 
Canto de Sabiá - HAIKAI
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: araucária cultural
Ano: 2006
Páginas: 112
Tipo: impresso
Preço: R$15.00
Sinopse:
Coletânea de haicais (100 haicais). Apresentação de José Marins. Nota bio-bibliográfica. Inclui "Os dez mandamentos do haicai", de Masuda Goga. Araucária Cultural, Curitiba, 2006. 112 páginas, 15cm x 11cm. Contato: bsazevedo@uol.com.br.

Trechos da Apresentação: "O haicai é feito de três momentos: a vivência do poeta, a escrita do poeta e a leitura do leitor. Sem uma vivência, registrada pelo treino da observação do poeta, tornada percepção e memória, não é possível se passar ao tempo seguinte, o da escrita do poema haicai. É a este momento que se tem dado atenção teórica e apontado para a técnica e a arte do haicai. Mas o que seria do poema sem a vivência do poeta e a revivência do leitor? Pontos pouco examinados em nossos estudos, de um modo geral. Benedita Azevedo se consagra especialmente no primeiro momento. Grande observadora da natureza, dos eventos sazonais, tendo um enorme carinho pela flora e fauna, sem se esquecer de valorizar os fatos humanos. Dados da experiência que se tornam poemas de fina tessitura e incorporam o termo de estação (kigo), valorizando o movimento haicaísta brasileiro que busca fixar os cânones do haicai clássico. (...) A nós, leitores de haicai, caberá apreciar belos poemas, nos quais o 'momento do haicai' vivido pela poeta retorna cativado por suas letras".

 
Dia-a-dia de uma professora
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: H.P Comunicação
Ano: 2004
Páginas: 80
I.S.B.N.: 7576
Tipo: impresso
Preço: R$15.00
Sinopse:
Contém 10 narrativas onde uma professora consegue manter a família no rumo seguro nas horas turvas, resolve impasses na véspera da formatura de alunos, ajuda o marido a conviver com parentes complicados e sai pela tangente de vizinhos inconvenientes. As histórias, todas reais, falam da vida da professora, mas se parecem com muitas que já nos aconteceram. Ela leciona vida em seus escritos. Define a geografia humana sem excesso de relevos nem mapas enigmáticos. É seta que vai ao alvo sem baldeações desnecessárias. O sentido de seus contos e crônicas é perfeitamente servido ao entendimento universal.
Nestas páginas, um horizonte acolhedor de sonhos e esperanças na arte de não polemizar por polemizar, mas mostrar verdades pra lá de fundamentais.
Formato 14cm x 21cm, 80 páginas – Tiragem 500 exemplares. Lançamento na XII Bienal do Livro, no dia 14 de maio de 2005, às 18 horas – Pavilhão Vermelho, Calçada Literária, Estande 88.
 
Fatalidades da vida
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: H.P Comunicação
Ano: 2006
Páginas: 80
I.S.B.N.: 7576
Tipo: impresso
Preço: R$20.00
Sinopse:
"Nesse retrato da vida, habilmente traçado por Benedita Azevedo, não há como não identificar nas situações e nas personagens, situações e personagens que conhecemos e que fazem parte de nossa própria família." (L P Baçan)
 
Gotas de Orvalho - Haicai
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Araucária Cultural
Ano: 2007
Páginas: 106
Tipo: impresso
Preço: R$15.00
Sinopse:
Gotas de Orvalho
Haicais de Benedita Azevedo

Os tercetos deste livro são haicais em estilo tradicional, contendo o termo de estação (kigo) e métrica de 5-7-5 sílabas poéticas.

Eis algumas opiniões a respeito dos dois primeiros livros, Canto de Sabiá e Praia do Anil, ambos da Araucária Cultural:

(...) cada haicai representa um momento estético da autora. Ler os seus produz-me imensa alegria.(Franciscio Handa, haijin e monge)

Obrigado pelos delicados e belos hai-kais, cheios de toques pessoais e tropicais (Affonso Romano de Sant'Anna, poeta)

Dois belíssimos livros, (...) com excelente conteúdo. aproveitei para aprender um pouquinho mais sobre a técnica do haica. (A.A. de Assis - o trovador mais premiado do Brasil.
 
II Antologia em verso e prosa
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: H.P Comunicação
Ano: 2004
Páginas: 127
I.S.B.N.: 7576
Tipo: impresso
Preço: R$10.00
Sinopse:
A segunda Antologia, também coordenada por mim, contém 18 páginas de minha autoria, incluindo nelas uma homenagem à minha primeira professora, hoje com 89 anos, e ainda escreve belos textos. Formato 14cm x 21cm, 127 páginas – tiragem 1000 exemplares.
Capa: Ruínas da Igreja Nª. Sª. Da Estrela dos Mares – Porto Estrela – Magé - RJ
 
III Antologia em prosa e verso
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: H.P Comunicação
Ano: 2005
Páginas: 208
I.S.B.N.: 7576
Tipo: impresso
Preço: R$10.00
Sinopse:
Quando em 2002, logo após a minha posse, apresentei o projeto da Antologia, parecia muito difícil concretizá-lo, pois não se conseguiu apoio de ninguém, de nenhuma instituição. Então resolvemos fazê-la com esforço próprio. O projeto inicial de 208 páginas acabou em 158. A II, também projetada com 208 páginas, não ultrapassou as 127. Só agora, na III, conseguimos fechar a edição com as 208 páginas do projeto. Mas conseguimos atingir o objetivo de tirar os escritos da gaveta e participar mais efetivamente de todos os aspectos culturais de nosso município. A terceira edição da Antologia foi lançada na XII Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, no dia 21-05-05. Pavilhão Vermelho. Calçada Literária. Estande 88. Com a participação de 16 acadêmicos: 34 páginas de minha autoria; Albino, com seus acrósticos; Alzir, com suas letras de músicas; Seixas, com A Trova em Magé, Benedito, com belas poesias; Clóvis, com aforismos; Demétrio, com seu jogo semântico encantador; Geraldo, com suas pérolas à beira do caminho; Irai, com suaves poesias; Mata Freire, com monumento histórico; Josué, com Cantai – Cantares; Marilene com poesias; Paulo Renato, com belos textos em espanhol; Regina, com trovas e haicais; Reinaldo, com suas crônicas e Teresa, com poesias.
Capa: Poço Bento – Magé – RJ, onde teria estado o Padre José de Anchieta
 
Maldições, Amores e Crenças
Autores: 
Benedita Azevedo, Demétrio Sena

Editora: H.P.Comunicação
Ano: 2011
Páginas: 64
Tipo: impresso
Preço: R$15.00
Sinopse:
Este livro contém contos, causos, e mini-textos imaginados pelos autores. Mas há também, e principalmente, lendas da cidade de Magé, recontadas pelos mesmos. Como se sabe lendas não tem donos. Nascem no imaginário popular e caem no domínio público. No entanto a redação que se empresta a cada recontação tem dono sim, senhores.E as redações emprestadas por Benedita e Demétrio às lendas que eles recontam neste livro são totalmente autênticas. Quem quiser um dia recontar tais lendas, evidentemente com redações próprias, poderá fazê-lo, mas no caso de simplesmente reproduzí-las, deverá respeitar e citar as autorias das redações aqui presentes, depois de consultar seus autores, que certamente aceitarão reproduções dentro desse critério.
 
Nas trilhas do haicai
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: H.P Comunicação
Ano: 2004
Páginas: 56
I.S.B.N.: 7576
Tipo: impresso
Preço: R$15.00
Sinopse:
Composto por 280 poemas, estão aí imortalizados a infância no campo, as plantações, os ribeirões, as matas, as praias, os pescadores e os meninos de pés descalços, tarrafas e redes, garças e embarcações, imagens do Maranhão minha terra natal, de Itajaí (SC) e de Guia de Pacobaíba, distrito de Magé (RJ), às margens da Bahia de Guanabara, onde me estabeleci em definitivo. ( adaptação de um trecho da apresentação feita por Antônio Seixas).No final há uma pequena monografia de minha autoria: "Um pouco de teoria". Formato 14cm x 21cm, 56 páginas, tiragem 500 exemplares. Foi lançado na XII Bienal do Livro, dia 14 às 18h.
 
Novo Deasafio
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Pajú
Ano: 2008
Páginas: 66
Tipo: impresso
Preço: R$12.00
Sinopse:
Há nas narrativas de Benedita Azevedo, não só a intensão de contar uma história, mas a de expor um drama da atualidade. Só que ela o faz de uma forma natural, verossímil e abrangente, sem exagerar nas pinceladas, sem desconectar dos personagens do mundo real.Aliás, a grande personagem de Benedita é o mundo real, de onde pinça situações aparetemente corriqueiras, mas altamente significativas.Em "Novo Desafio" aborda o problema da mulher que se divide entre o trabalho e a casa, mostrando a tremenda carga emocional a que é submetida, as decisões e opções que tem de tomar e a forma como a atividade profissional acaba envolvendo-a. O que deveria ser prazeroso acaba se tornando um pesado fardo, forçando-a a anular-se como mulher e esposa, provocando sofrimentos.
Só isso justificaria a narrativa, mas Benedita não perde contato com o real e expõe as mazelas de nosso sistema educacional, os problemas da saúde, a ingerência política nas instituições, de forma sutil, o que há de melhor e pior na natureza humana, tudo sem deixar de ser didática. É ler para descobrir.
LP Baçan
Escritor / Webeditor.
 
Pedras no Caminho - Recebeu da Câmara do livro o título: Livro Medalha de ouro 2012
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Costelas Felinas
Ano: 2012
Páginas: 94
Tipo:
Preço: R$25.00
Sinopse:
Apresentação

Não me interessa, em primeiro plano, a pessoa com seus 'canudos'escolares, nem os cargos, me envolvo na pessoa de bem, amistosa, simpática, sempre de palavra pronta de ajuda. assim é Benedita: há uma auréola de bondade, de confiança, de franca camaradagem. Durante estes anos, que não são poucos, a Benedita se mostrou constante na amizade, sempre ao dispor, tal como criança "ainda sem maldade. Gosto de lhe chamar "minha miúda" porque ela é mesmo uma sã criança.

Depois olho suas aptidões como literata e me maravilho tanto pela qualidade como pela quantidade: este cérebro está sempre efervescente, sempre se lançando para a obra seguinte, sua imaginação não tem limites!

Ao ver mais este trabalho, me foi impossível conter minha apreciação da pessoa que é, visto que como crítico não tenho conhecimento para tal. Outros, que se considerem habilitados, que o faça.

Henrique Lacerda Ramalho
Coronel de Infantaria/reformado
Portugal
 
Praia do Anil - HAIKAI
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: araucária cultural
Ano: 2006
Páginas: 78
Tipo: impresso
Preço: R$10.00
Sinopse:
Coletânea de haicais (70 haicais). Nota bio-bibliográfica. Inclui o ensaio/posfácio "O haicai vem da vivência do poeta", de José Marins. Araucária Cultural, Curitiba, 2006. 78 páginas, 15cm x 11cm. Contato: bsazevedo@uol.com.br.

Trecho do posfácio: "O haicai vem da vivência do poeta tornada experiência poética junto à natureza e ao mundo humano. Como nos orienta o monge Francisco Handa quanto à forma de haicai buscada por Bashô, 'acreditamos ser aquela que prioriza a experiência'. O poeta se torna poeta do haicai (haijin) porque ama suas vivências estéticas, colhidas pelos sentidos: a riqueza de cores e detalhes do sentido da visão (o amarelo da folha que cai, o brilho que voa com o colibri); a sonoridade da natureza, as notas musicais do canto dos pássaros, captados por ouvidos treinados; o sabor das frutas e o aroma das flores; o registro, na memória, sempre ampliada, das vivências humanas (a alegria da festa junina, o drama do pescador, o susto do menino com o balão que estoura). É o 'detalhe', na 'cena haicaística' (como nos ensinou Nihira) que importa ao haicai. O pequeno poema deve conter a parte significativa de um todo, e ser capaz de reproduzir a sensação, ou a emoção, retratada pela vivência dos sentidos, da memória, do pensamento, como matéria da criatividade do poeta".

 
Rumor das ondas - haicai
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Araucária Cultural
Ano: 2010
Páginas: 106
Tipo: impresso
Preço: R$15.00
Sinopse:
Os poemas deste livro são haicais, seguem a métrica 5-7-5 sons, contém o kigo (termo de estação), vieram da vivência da autora junto à natureza da Praia do Anil (Magé-RJ); fizeram parte do Jornal Nippo-Brasil; do Grêmio Haicai Ipê-SP-2008-2009; da Revista Brasil Nikkei Bungaku, 2006; do 27º Prêmio Takamotto-SP, 2009; da coletânea Dois Caminhos: Um olhar (SESC S. Caetano; e da II Antologia de haicais 2008 - Débora de Castro.

Boca do bueiro -
Boneca de olhos abertos
resiste à enchente.

Que bonito, Benedita. Seus haicais são de uma delicadeza ímpar. A vida constrói momentos raros como presentes para a nossa sensibilidade. E você magicamente ostraduz em palavras.
Que bom que haja no munto poetas como você.

A.A. de Assis-poeta, trovador, (Maringá-PR)
 
Sem Hora Marcada
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Costelas Felinas
Ano: 2013
Páginas: 106
Tipo: impresso
Preço: R$30.00
Sinopse:
Benedita Renascente

A escritora maranhense que chegou a Magé pisando bem devagarinho e depois se agigantou no complexo reino das letras desta cidade, a cada dia me surpreende. Depois de vários romances, livros de haikais e outros poemas que deixaram evidente a sua intelectualidade, Benedita Azevedo faz aflorar, neste livro, a mais genuína forma de literatura brasileira. Vem nos presentear com literatura de cordel, no melhor estilo. Reconta lendas da cidade de Magé com uma redação que assombra, encanta, e ainda relata fatos e apresenta contos de sua imaginação fértil, ambientados em Magé-RJ e em Itapecuru Mirim - MA. Depois, não se dando por satisfeita brinda o leitor ávido por algo mais singelo, com alguns madrigais capazes de comover e fazer pensar, do menino e a menina ao adulto mais vivido, numa linguagem universal que alcança a todos. Afinal, a criança que um dia fomos vive para sempre em todos nós.
Benedita encanta pelo talento mesclado à sua simplicidade e um caráter à toda prova no que tange a boa fé, a honestidade, a ausência da eterna filosofia dos dias de hoje, de se dar bem a todo custo, aparecer seja lá como for, ainda que ferindo a ética.
Saiba mais de Benedita, lendo-a. Ao pé-da-letra, lendo-a. Ela é sincera e transparente no que faz, portanto, quem lê seus escritos realmente a lê.

Demétrio Sena
Vice Presidente da ACLAM
(Academia de Ciêncis, Letras e Artes de Magé)
 
Silêncio da tarde - Haicai
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Araucária Cultural
Ano: 2010
Páginas: 106
Tipo: impresso
Preço: R$15.00
Sinopse:
Os poemas deste livro, seguem a métrica 5-7-5, trazem o termo de estação (kigo), e são frutos da vivência da autora junto à natureza da Praia do Anil (Magé-RJ)

"A Benedita é uma haicaísta inspirada, que une a teoria à prática: ajuda a criar novos grêmios, apoia exposições sobre o tema, prestigia os Encontros brasileiros e regionais de haicai. Uma poeta que faz acontecer."
Neson Savioli
(Poeta haicaísta, Superintendente da Fundação Roberto Marinho).

"...delicados e belos haicais, cheios de toques pessoais e tropicais."
Affonso Romano de Sant'Anna
(Professor, poeta, escritor, Rio de Janeiro).
 
Sonetos, Sonetilhos, Aldravias e Trovas
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Costelas Felinas
Ano: 2013
Páginas: 96
Tipo:
Preço: R$25.00
Sinopse:
Apresentação
Pouco entendo de sonetos, sonetilhos e trovas, mas reconheço o sentimento impregnado nas palavras, tanto as ditas quanto as escritas. E isso a obra de Benedita Azevedo tem de sobra.
Sem melosidades, trechos pegajosos, tentando apelar à emoção do leitor. Nada disso. Benedita escreve como vive: forte, porém, suave. Clara, mas não seca. Ela trata da vida como a vida precisa ser vista, com realismo, no entanto, sem perder a ternura.
O conjunto de obras dessa escritora não começa pela poesia e suas diferentes formas, e sim pela autobiografia, a qual tive o privilégio de editar e publicar há mais de dez anos. Sua história ainda está nítida na minha memória, de tão impactante que é.
Nesse primeiro livro ela narra sua trajetória com uma honestidade fascinante. Ali estão suas marcas, que são a força para lutar e virar a mesa e o cuidado em não ferir os que estão ao redor. Uma leoa maranhense, contudo, com dentes e garras afiadas só para as adversidades vida. Nunca para as pessoas, por mais que a firam.
Após a autobiografia vieram vários outros livros, solo ou em coletânea com outros autores. E ela sempre se destacando, pela inteligência, crescimento no que se propôs a fazer, sensibilidade.
Certa vez, me comunica que começou a se arriscar no Haicai, gênero poético japonês. Imediatamente fiquei curioso e interessado em ver o resultado. Elementar, meu caro editor, que não podia ser diferente vindo de Benedita. Logo ela estava recebendo prêmios honrosos e chamada de par p
 
Sonho, Miragem ou Realidade?
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Costelas Felinas
Ano: 2013
Páginas: 112
Tipo: impresso
Preço: R$30.00
Sinopse:
Apresentação
Acompanho o desenvolvimento intelectual de Benedita Azevedo desde seu primeiro livro, com o título Trajetória. Lá se vão mais de dez anos! Desde então, tenho tido o privilégio de editar e publicar quase todos os seus livros. Nesse período, vi crescer e florescer a poeta e escritora que anima Benedita. Anima, do latim alma, que dá alma.
Na obra de agora, ela começa exatamente pelo drama que a levou a escrever seu primeiro livro. Porém, Benedita não é vítima de seu destino. Ela é senhora! Guerreira, muitas e muitas vezes ela desatou os nós em que a vida a enredava e saltava para outras bandas. Maranhense nascida de pais lavradores, a valente mocinha logo foi parar no extremo sul do Brasil, em Santa Catarina. E percorreu outras cidades país afora.
Para desatar um outro nó, certa vez ela mudou, literalmente, com a casa e tudo de lugar!!! Confesso que ainda hoje me sinto impressionado. E tem o dia em que Benedita, precisando desesperadamente de um emprego, parou no alto de uma rua comercial e decidiu que só voltaria para casa quando encontrasse um posto de trabalho. Desceu a rua e, quase ao final, depois de bater em diversas portas, foi aceita num estabelecimento comercial. Ufa!!! Mas a vitória daquele dia ficaria mais completa quando o proprietário a pediu em casamento, tempos adiante. Bom, o sonho da moça posteriormente se transformaria em pesadelo, como é frequente acontecer aos sonhos dourados.
No entanto, essa desatadora dos próprios nós transformou o
 
Trajetória
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Ágora da Ilha
Ano: 2001
Páginas: 208
I.S.B.N.: 86854
Tipo: impresso
Preço: R$20.00
Sinopse:
"Um ano depois, Amílcar passou muito mal e foi levado para o hospital. Passou lá uma semana. Lúcia lembrou-se das observações do médico em Itajaí. De que o final seria doloroso e triste. Vinha sendo assim. Dois meses mais tarde ele voltou a piorar.. Ela pediu ajuda à Irmã Esmeralda, enfermeira do colégio, para ministrar-lhe o soro, o que evitaria interná-lo e resolveu tirar uma licença de trinta dias, no colégio do Estado à noite, para ficar ao lado do marido. Ele piorava a cada dia.
Lúcia pediu que a mãe passasse alguns dias com ela e ao padre para ministrar a extrema unção. Amílcar respirava com muita dificuldade. A família estava à sua volta. Lúcia, Rosa, Rodrigo, Joana e Maria. Ao término da cerimônia, Rodrigo foi levar o padre. Os demais se afastaram do quarto. A esposa ao ver o marido naquelas condições, não resistiu, deitou-se ao seu lado. Aconchegou-se a ele, pôs a cabeça em seu ombro e desabafou: "Meu amor, perdoa-me por tudo. Por não poder ter ficado ao seu lado por mais tempo. Eu gostaria de ter podido estar à sua cabeceira dando-lhe o apoio da presença, mas precisava trabalhar para cuidar dos nossos filhos. Você viu como estão bonitos?!
Formato 14 cm x 21 cm, 208 páginas - tiragem de 500 exemplares. Capa: Praia de Olaria e Praia do Anil – Magé,RJ.
 
Trilhas e Veredas
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Costelas felinas
Ano: 2013
Páginas: 86
Tipo: impresso
Preço: R$25.00
Sinopse:
UM LIVRO DE SE COMER, BEBER E VIVER
Literatura com cheiro, e sem compromisso de ser literatura. É assim este livro. Tem cheiro de terra, de interior e de vida. Benedita Azevedo consegue falar de si sem se endeusar, lançando-se como um exemplo despretensioso de vivência, luta esperança e superação. Ela fala de família, de sociedade, das vicissitudes do ser humano e dos constantes obstáculos que todos encontramos nos caminhos traçados pelo desejo de alcançar objetivos.
É um livro que se torna familiar logo nas primeiras páginas. Ela nos apresenta com singeleza e cumplicidade, como se estivéssemos conversando em uma esquina, o pai desejoso de vê-la “doutora da lei”. A mãe rígida e preocupada com o que a vida pode reservar à filha. Os amigos sinceros e os nem tanto. Os monstros que nos rodeiam em qualquer sociedade; quer claramente, quer travestidos de uma bondade e solicitude que mascaram os mal intencionados.
Em um todo, é uma lição de mundo. A escritora faz-se personagem de uma história repleta de surpresas que a enriquecem. São situações que conhecemos em casa, no seio da família, nos colóquios das ruas, nos depoimentos diversos. Benedita embrulha o dia-a-dia de todos nós, torna-o mais reflexivo e contundente e nos faz abri-lo com olhos críticos; analistas.
Não banalize estes escritos com a classificação comum dada aos livros de auto-ajuda. Mas é um livro que nos serve de ajuda, se conseguirmos recordá-lo nas horas difíceis de nossas trajetórias. Não tem fórmulas mágicas
 
Voltando a Viver
Autor: 
Benedita Azevedo

Editora: Copiadora Miranda Azevedo Ltda.
Ano: 2000
Páginas: 196
Tipo: impresso
Preço: R$10.00
Sinopse:
Surgiu do desejo da Autora divulgar a luta que teve de enfrentar, para manter o equilíbrio e a coerência dos seus valores, depois de sair de sua terra natal. Veio em busca da companhia da filha que aceitou um convite para trabalhar, feito ainda na faculdade. Não previu as dificuldades que poderia encontrar nesta grande cidade. Teve de enfrentar várias barreiras; superar preconceitos; conviver com a ignorância e a ironia de pessoas sem noção dos limites de cada um. O fato de ter encontrado o Amor que a fez ver o mundo com um olhar diferente, ajudou a superar preconceitos, reformular valores e conquistar uma relativa estabilidade pessoal e profissional. Você encontrará neste livro muitas cartas de amor.
Formato 14 X 21 cm., 196 páginas – tiragem 1000 exemplares.

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras